Atendimento em Saúde Mental cresceu 36,8% em Guarulhos

Cidade

Os atendimentos em psiquiatria nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) de Guarulhos registraram um aumento de 36,8% de 2016 para 2017. Balanço de um ano de gestão divulgado pela Secretaria de Saúde aponta que o número de consultas médicas nessa especialidade saltou de 7.404 para 10.129 nesse período.

Além de realizar 30.664 consultas de psiquiatria a mais, a rede de Atenção Psicossocial da Prefeitura aumentou em 100% os atendimentos do cuidador em Saúde Mental, que saltaram de 6.186 para 12.372 no mesmo período. Os procedimentos dos profissionais de enfermagem efetuados nos Caps também se elevaram: foram realizadas 123.735 intervenções por enfermeiros e auxiliares em 2016 contra 184.983 em 2017.

Quando somadas as consultas e procedimentos executados pelos Caps entre 2016 e 2017 chega-se a um número de 83.332 atendimentos a mais realizados nesse período. Dentre outras coisas, contribuíram para esse avanço, o aumento nas demais consultas, como as do psicólogo, que subiram de 43.553 para 55.150; com o terapeuta ocupacional, que passou de 7.742 para 10.215; e com os assistentes sociais cuja ampliação foi de 10.077 para 13.469.

Reorganização

Esse incremento verificado no primeiro ano da atual gestão é fruto da requalificação da Rede Especializada como um todo, que resultou em 30.664 consultas a mais realizadas nesse período, um aumento 9,1%. Sem gastar nenhum centavo adicional com novas contratações, a Secretaria de Saúde ampliou o número de especialistas no Cemeg São João, inaugurou o Cemeg Pimentas/Cumbica, além de colocar em funcionamento o Cemeg Cantareira, no Bom Clima.

Com isso, o número de consultas de especialidades no Cemeg São João aumentou de 19.923 em 2016 para 24.560 no ano passado. O mesmo aconteceu no Ambulatório da Criança, que realizou 41.285 atendimentos médicos em 2017 contra 36.729 de 2016; e no Cemeg da rua Antônia, onde as consultas saltaram de 104.679 para 116.527 no mesmo período. Já os novos serviços – Cemeg Pimentas/Cumbica e Cemeg Cantereira efetuaram, juntos, 16.818 consultas médicas nesse primeiro ano de gestão.

“A expansão dos Centros de Especialidades e o aumento das consultas foi possível graças à reorganização do quadro de recursos humanos, que estava mal distribuído. Fizemos um estudo logo no início dessa gestão e chegamos à constatação que a maioria dos profissionais estava atuando nas regiões mais centrais da cidade, em detrimento das unidades da periferia, situação que foi corrigida e que nos possibilitou inaugurar novos serviços e ampliar a assistência”, destacou o secretário de Saúde José Sérgio Iglesias Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *