Procon divulga ranking de cursos profissionalizantes mais reclamados em Guarulhos

Cidade

A falsa promessa de emprego está entre as principais reclamações recebidas pela Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Guarulhos. O órgão divulgou nesta quarta-feira (18) as seis empresas de cursos profissionalizantes que tiveram o maior número de reclamações no ano de 2017.

No total, foram registradas 255 reclamações. De acordo com a pesquisa realizada, a CRP Treinamentos ocupa a primeira posição, com 66 reclamações não atendidas e 37  atendidas pela empresa. Em seguida vem a Start Pro, com 35 queixas atendidas e 6 não atendidas. Na terceira colocação está a Server Educação, que possui 31 reclamações atendidas e 4 não. Em quarto lugar, a MicroPro, com 19 solicitações atendidas e 8 não atendidas. Em quinto, a Evolutime, com 25 queixas atendidas e 2 não atendidas. Por último vem a Microcamp, com 8 reclamações atendidas e 14 não atendidas.

A Coordenadoria informa que, das reclamações abertas contra as empresas destacadas, grande parte está relacionada à suposta vaga de emprego. O modo de agir consiste em atrair o cidadão para vaga, por meio de site de empregos; por funcionários abordando consumidores nas ruas; cartazes afixados na sede das empresas ou contato telefônico.

 

04-18-procon-ranking.jpg

Alerta

O Procon recomenda os consumidores a ficarem atentos às promessas que, muitas vezes, fogem da realidade e apresentam apenas vantagens, sem demonstrar o que, de fato, está no contrato, ocasionando inesperados prejuízos e frustrações. Daí a importância de ler com cautela qualquer documento antes de assinar.

Trata-se de captação indevida de pessoas com falsa promessa de emprego, tão somente para ministrar cursos. As supostas vagas indicadas ou entrevistas não são verdadeiras, praticando propaganda enganosa ao induzir o indivíduo a erro.

Muitas pessoas receberam contato telefônico informando que foram sorteadas e que ganharam bolsa de estudos, mediante convênio com a Prefeitura, Ministério da Educação (MEC) e outros órgãos públicos. Para obrigar o comparecimento e a contratação do curso, os consumidores eram coagidos mediante ameaças de cancelamentos de benefícios concedidos pelo Governo, como, por exemplo, o Bolsa Família. Outra ilegalidade registrada pelo órgão é a cobrança de multa contratual. Aos consumidores que sofreram com esta prática, denuncie.

O Procon orienta os consumidores a ficarem atentos antes de assinarem qualquer contrato. Não acreditem em ofertas de vagas de emprego por meio pagamento de algum valor. Consultem sempre o cadastro das empresas mais reclamadas na Ouvidoria do Procon Guarulhos, pelo telefone 151 ou (11) 2468-0008. Além disso, as pessoas têm à disposição uma das unidades do órgão listadas abaixo, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Procon Central: Rua Sete de Setembro, 164 – Centro. Telefone: 2468-0008 / 151 (chamadas de Guarulhos)

Procon São João: Rua Mesquita, 161 – Jardim São João. Telefone: 2229-2208

Procon Pimentas: Estrada Capão Bonito, 53 – Conjunto Marcos Freire (Prédio do CIC). Telefone: 2484-1070

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *