Câmara delibera projeto que proíbe aterro sanitário no Cabuçu

Política

Parlamentares da Câmara de Guarulhos deliberaram favoravelmente o PL 1874 /18, de autoria dos vereadores petistas Edmilson Lula Souza e Zé Luiz Lula, que proíbe a instalação de aterro sanitário ou similar e o recebimento de resíduos e de rejeitos sólidos de qualquer natureza na Área de Proteção Ambiental – APA Cabuçu – Tanque Grande.

A proposta foi analisada em Sessão Extraordinária, nesta terça-feira (22), e atende aos pedidos de moradores da região do Cabuçu, que são contrários à ampliação de um aterro sanitário no local. A comunidade da região se juntou para pedir apoio aos vereadores, pois está preocupada com os prejuízos que essa situação poderá trazer para os moradores, inclusive problemas na saúde.

Zé Luiz Lula explicou que o projeto é uma oportunidade de discutir esse aterro na Câmara e há possibilidade dos debates não ficarem apenas em relação à região do Cabuçu. “Para Guarulhos só vai servir para poluir, contaminar e desvalorizar”, disse. De acordo com Edmilson Lula Souza, além de um prejuízo ambiental, haverá prejuízo na qualidade de vida dos moradores do local. “Esse projeto é uma chance que aquela população tem de impedir um dos maiores crimes ambientais que pode acontecer nesta cidade”, afirmou.

Vários parlamentares utilizaram a Tribuna para apoiar a propositura, salientando que há informações de que o lixo que seria despejado no local não é só da cidade de Guarulhos, mas de outros nove municípios, incluindo São Paulo. O projeto agora segue para a análise das Comissões Técnicas da Câmara. Depois disso, será discutido e votado em dois turnos pelo Plenário da Casa.

Sessão Ordinária

Durante a Sessão Ordinária, os vereadores aprovaram um item do Grande Expediente. Foi deliberado favoravelmente o requerimento 1435/18, de Zé Luiz Lula, que solicita ao Executivo a relação do quadro atual de funcionários nos cargos de livre nomeação e relação do quadro atual de funcionários promovidos na carreira para cargos de livre provimento.

Os parlamentares da oposição obstruíram os trabalhos da Sessão Ordinária e os itens que não foram votados seguem para a pauta da próxima sessão. A líder do PT, Janete Lula Pietá, explicou que a obstrução é uma maneira de pleitear a reabertura do PA Paraíso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *