Procuradoria dá sequência à campanha de combate à violência contra a mulher

Política

Na terça-feira (11), a Procuradoria da Mulher deu sequência à campanha Setembro Lilás, que tem como objetivo promover a conscientização a respeito da violência contra as mulheres no Brasil. A cada semana, uma mensagem diferente é divulgada por meio das redes sociais dos vereadores.

A mensagem desta semana apresenta cinco tipos de violências contra a mulher: moral; física; psicológica; sexual; patrimonial/econômica. Calúnia, injúria e difamação são exemplos de violência moral. Empurrões e chutes configuram formas de violência física, enquanto ameaças e insultos são configurados como violência psicológica. A violência sexual, por sua vez, ocorre quando o parceiro se recusa a usar preservativo ou impede que a mulher utilize métodos contraceptivos. Por fim, a violência patrimonial ou econômica atinge a mulher quando ela é impedida de trabalhar ou ainda quando o parceiro controla seu dinheiro.

A Procuradora Especial da Mulher na Câmara, Janete Rocha Pietá (PT), destacou que a violência psicológica se aproxima da física e pode levar a vítima a um estado de depressão que, em casos mais graves, pode resultar em suicídio. Diante dessa constatação, Janete ressaltou a importância de associar o Setembro Lilás da Procuradoria com o Setembro Amarelo, dedicado à prevenção do suicídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *