Caderno Econômico revela a evolução de Guarulhos no mercado de trabalho e no comércio exterior

Cidade

A Prefeitura de Guarulhos lançou nesta terça-feira (19), na Braspress, empresa do ramo de logística localizada em Cumbica, a 5ª edição do Caderno Econômico, publicada pela Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e inovação (SDCETI) e que traz o diagnóstico da economia do município.

“Os números (do Caderno) são bons e animadores. As pessoas estão acreditando que a economia vai melhorar e, consequentemente, isso reflete nos números que mostram o início da recuperação e o crescimento da cidade. Existe uma onda de otimismo no País”, comentou o prefeito Guti durante a abertura do evento.

A publicação mostra o crescimento dos postos de trabalho, o que não acontecia desde 2014. Foi registrada no ano passado a criação de 3.751 vagas, o que projeta o início de um período de recuperação, que também se estende aos setores de serviços e de comércio.

O caderno também destaca o acréscimo de 409 estabelecimentos formais na área de serviços no município, em 2017, data dos últimos dados divulgados pelo IBGE, o que representa o aumento de 2%. Ainda segundo a publicação, caso mantenha esse ritmo de crescimento, o setor de serviços deve representar 50% dos estabelecimentos da cidade até o final da década.

Novo momento

Para o secretário da SDCETI, Rodrigo Barros, o município passa por um momento de transição. “Guarulhos está se transformando. Temos uma agenda de longo prazo e com muito planejamento. Com a liderança do prefeito Guti e muito trabalho, teremos a cidade que a gente merece”, afirmou Barros ao comentar os bons números da publicação.

A 5ª edição do Caderno Econômico confirma a importante participação de Guarulhos no comércio exterior do país (5º maior exportador e 7º maior importador do Estado). A balança comercial está em recuperação, puxada pelo crescimento de 35,78% das importações e 25,96% das exportações entre 2016 e 2018.

“O Caderno Econômico traz toda a excepcionalidade de Guarulhos. Um município que tem em seu DNA a logística, uma atividade que chega primeiro e puxa todas as outras. É um prazer receber todos neste evento”, disse o diretor-presidente da Braspress, Urubatan Helou.

Cidade em evolução

Refletido nos dados consolidados da publicação, Guarulhos é a 12ª economia do País, com aproximadamente 54 bilhões de PIB (Produto Interno Bruto), e a 9ª economia industrial do Brasil, somando 11 bilhões de reais apenas neste setor.

“Guarulhos vem crescendo e melhorando a formação de mão de obra para o ramo de logística. Além disso, sinto que há uma transparência do poder público com o empresário, e isso é muito importante”, contou Fernando Bastos, presidente da Mundial Logistics Group, empresa que está há 18 anos na cidade e tem 700 colaboradores diretos e 3 mil indiretos.

O cenário de crescimento também é conferido ao Aeroporto Internacional de Guarulhos. De acordo com a GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto, o número de passageiros aumentou 11,82% entre 2017 e 2018 (incluindo embarque e desembarque), passando de 37,7 milhões para 42,2 milhões. O transporte de carga também seguiu no mesmo patamar nos últimos dois anos. De 2017 para 2018, o acréscimo foi de 9,5%, aumentando de 578 mil kg para 633 mil kg.

Alinhado com o ritmo de crescimento do município, o turismo de Guarulhos apresenta um aumento de 33 milhões na arrecadação de Imposto Sobre Serviço (ISS) entre 2016 e 2018. Os vínculos empregatícios subiram 10% entre 2017 e este ano, chegando a 35.357. Já o salário médio subiu de R$ 1.747 para R$ 3.394 de 2017 para 2018.

Presenças

O lançamento da 5ª edição do Caderno Econômico reuniu ainda o presidente da Setcesp e diretor de desenvolvimento de novos negócios da Braspress, Tayguara Helou, e o secretário executivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Américo Sakamoto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *