Prefeitura e instituições de ensino superior se reúnem por ações conjuntas

Cidade

A secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação (SDCETI) recebeu as instituições de ensino superior da cidade na manhã desta quinta-feira, 11, para um café da manhã no Hotel Matiz. Participaram a UNG, UNISA, UNIP, ENIAC, Faculdades Guarulhos, Anhanguera, IFE Guarulhos, FATEC, UNIFESP, Universidade Brasil, Torricelli e São Judas. O encontro reuniu 12 das 14 universidades públicas e particulares com polo em Guarulhos. “A UNIMESP FIG não pode participar devido a conflito de agenda. mas se integrará a ação”, explica a reitoria.

A integração entre o poder público e a academia é essencial para que Guarulhos siga sua rota de transformação. Rodrigo Barros, secretário da SDCETI, apresentou na ocasião conquistas e dificuldades enfrentadas pela gestão pública para, em seguida, conclamar as universidades a se integrarem ainda mais à cidade. “Sabemos que já existe uma boa interlocução, mas podemos dar um passo adiante, passando a atuar de forma integrada”, disse.

Durante o encontro surgiu a proposta de elaborar o Programa Qualifica Guarulhos, pelo qual as universidades poderão colaborar com a qualificação educacional e profissional dos cidadãos, oferecendo sua estrutura em horários ociosos. “Geralmente o grande fluxo de alunos ocorre pela manhã e pela noite. A tarde podemos abrir as portas das universidades. Vamos estruturar o programa”, comentaram representantes das instituições.

“Essa é uma forma de olhar para os meninos da periferia, aqueles que muitas vezes jamais terão acesso a uma universidade. Dando a eles uma oportunidade de qualificação, além do ganho social, eles passarão a ter renda, poderão ser alunos das instituições particulares, serem doutores nas públicas”, reflete Rodrigo Barros.

Continuando, o secretário apresentou projetos estratégicos que estão sendo desenvolvidos pela gestão do prefeito Guti, como o Parque Tecnológico, Centro de Inovação e Arena Multiuso, além de eventos de fomento da política pública de ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, como o Experimenta Saúde e a Semana do Conhecimento.

“Nossa gestão é atenta aos avanços tecnológicos, a transição tecnológica que está em curso.  Precisamos atuar para elevar o nível salarial e aumentar a qualidade de vida dos cidadãos, de modo que deixemos de lado a mentalidade que pensa apenas no emprego, e possamos pensar também em renda. Para isso é preciso qualificar as pessoas e as universidades são fundamentais”, comenta Barros.

Após o encontro, que foi avaliado de maneira positiva por todos os participantes, ficaram acertadas reuniões bimestrais para dar andamento prático às ações discutidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *