24.1 C
Guarulhos
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Em dois meses de atuação, rede de checagem desmentiu 69 notícias falsas relacionadas ao processo eleitoral brasileiro

No dia 1º de outubro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou, em parceria com nove agências de checagem, o site “Fato ou Boato”, que tem como objetivo averiguar a veracidade de informações envolvendo o processo eleitoral brasileiro disseminadas por meio das redes sociais. A rede de checagem, que também conta com o apoio dos 27 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) brasileiros, integra o Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020, criado pela Corte Eleitoral em agosto de 2019.

Para a secretária-geral da Presidência do TSE, Aline Osorio, a estratégia adotada pelo Tribunal é de combater as fake news com informações de qualidade, assegurando, assim, a livre expressão de ideias. “Nosso Programa de Enfrentamento à Desinformação foi muito pensado e feito de forma robusta, com grandes parcerias com as agências de checagem e com todas as plataformas. É um trabalho muito próximo a cada um dos nossos parceiros”, pontuou.

Quase 70 boatos desmentidos pelas agências

Em dois meses de atuação, 76 assuntos foram abordados na página, sendo 69 publicações referentes a conteúdos falsos espalhados na internet. Os sete temas restantes se dividem entre campanhas do TSE e notícias verdadeiras checadas pelas agências especializadas. Entre o dia 1º de outubro – data de lançamento da página – e 1º de dezembro de 2020, foram publicadas 246 checagens.

Em 15 de novembro, as agências fizeram 34 verificações de fatos referentes a oito fake news que circularam na web na data de realização do primeiro turno do pleito municipal. Já no dia 29 de novembro, quando foi realizado o segundo turno em 57 municípios brasileiros, foram 12 checagens atreladas a quatro temas principais.

Em 2020, a maioria dos boatos propagados nas redes questionou a segurança das urnas eletrônicas e a fidedignidade dos resultados das eleições, todos prontamente desmentidos pelas participantes da coalizão.

Fazem parte do projeto jornalistas da AFP Checamos, Agência Lupa, Aos Fatos, Boatos.org, E-farsas, Estadão Verifica, Fato ou Fake, Projeto Comprova e Uol Confere.

Em alta

IPC registra alta de 0,86% na segunda semana de janeiro

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) na cidade de São Paulo, medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), registrou alta de 0,86%...

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro...

Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) admitiu que poderá haver atraso na produção da vacina contra a covid-19 causado pela falta do Ingrediente Farmacêutico Ativo...

Números do Covid-19 em Guarulhos

Dados da Vigilância Epidemiológica Municipal desta terça-feira (19/01/2021): Taxa de cura – 93,79% Taxa de letalidade – 4,60% Total de recuperados – 36.513 Casos confirmados – 38.929 Total de óbitos - 1.792 confirmados e 11 em investigação Taxa...

Notícias relacionadas

IPC registra alta de 0,86% na segunda semana de janeiro

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) na cidade de São Paulo, medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), registrou alta de 0,86%...

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro...

Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) admitiu que poderá haver atraso na produção da vacina contra a covid-19 causado pela falta do Ingrediente Farmacêutico Ativo...

Números do Covid-19 em Guarulhos

Dados da Vigilância Epidemiológica Municipal desta terça-feira (19/01/2021): Taxa de cura – 93,79% Taxa de letalidade – 4,60% Total de recuperados – 36.513 Casos confirmados – 38.929 Total de óbitos - 1.792 confirmados e 11 em investigação Taxa...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui